sábado, 1 de outubro de 2011

todo chão que o pé pisa...















todo chão que o pé pisa
todo mar que é de brisa
de poesia precisa

tudo que a mão alcança
tudo que no vento dança
no meu verso manda

tudo que a lua olha
tudo que a chuva molha
meu poema adora

- Débora Paixão


6 comentários:

Alê disse...

Que doce!


Lua e Mar!

Derywendell disse...

A poesia é um exagero...
e isso, às vezes, não é nada.

Roberto Borati disse...

um poema da estação!

bonito.

Paixão disse...

Obrigada pelas visitas!
beijos

Marília Oliveira disse...

Que lindo, Débora!
Por dias é assim, suas palavaras chegam até mim de um jeito tão mais bonito, mais doce, leve!

=)

Mateus Borba disse...

Adorei esse.