sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Olhos de Gota





















Qualquer coisa que dissesse
Bastava! Um segundo,
E me ganhava
Os olhos, as mãos
O coração e toda alma
Os dias duros, amaciava
Com um sorriso
Em dias como ontem
Como os próximos
E como hoje
É isso o tudo que preciso.
Pergunto a Deus
Como é que pode
Passar dias, meses, anos
E o amor não achar fim?
Como é que pode
Tão pequena criatura
Ter tão grande poder assim?
Como é que pode, Deus,
Amor tão grande como esse
Achar jeito de caber
Aqui dentro de mim?"


à Alice, sobrinha e afilhada,
com amor,
Titia Bébi

( Débora Paixão)

3 comentários:

Sonhadora disse...

Como é que pode não amar uma fofurinha dessas?! *-*
É mesmo muito amor...

Suas lindas!

Mateus Borba disse...

Linda, Paixão. Poesia de abraçar o coração.

Marília Oliveira disse...

QUE A.M.O.R!!!
Apenas isso. <3