quinta-feira, 9 de junho de 2016

Amanhã seria

O dia amanheceu como se houvesse dúvida
Não sabia o sol se acordava
Ou se a noite não dormia
Meu coração ficou alternando uma melodia de chuva
Há tempos dentro de mim alguma coisa chovia
Alguma coisa que plantei ao pé do seu ouvido
Mas eu não sabia
Talvez no seu pescoço meu fôlego tenha se perdido
E nele ficou esquecido de vez
Pode ser o ar que me falta quando o dia amanhecesse assim
Como se amanhecesse em talvez...

Débora Paixão

5 comentários:

Mao Punk disse...

Como gosto do que escreve!!! Nunca perde esse encanto nas palavras!!! <3 <3 <3

Digo Zion disse...

Doces palavras, que me encanta leitura!

Paixão disse...

Bondade sua, Mao! Obrigada pela companhia! Rs
Beijo

Paixão disse...

Obrigada Digo! :)

Mateus Borba disse...

"Como se amanhecesse em talvez". Ô, que lindeza.