segunda-feira, 1 de março de 2010

The White Stripes

fiz um convite a sanidade
para ver o quanto ela aguenta
e no balcão entre doses e tragos
retomei o velho hábito de me deixar levar
quando dei por mim já era tarde
a convidada havia se retirado
sem deixar pistas de que esteve ali
a mim havia restado apenas um copo
e parte da bebida esparramada
no ébano que parecia cantar:
"i don't know what to do with myself"
eu ria com myself a noite toda
e minha noite acabou num refluxo
amanheci com a convidada me olhando
com a cara meio torta tentando explicar
que estava pra ir embora de vez
pesava demais ficar pensando
deixei que fosse, e que fosse em paz
nunca fui muito com a cara dela mesmo ...



(Débora Paixão)

8 comentários:

Ma.chine disse...

Rsrs

deixei que fosse, e que fosse em paz
nunca fui muito com a cara dela mesmo ...

As vzs o myself é a melhor companhia mesmo!

Seguindo-te!

Beijo.

Ótima semana.

Bob Marinho disse...

paixão, muito obrigado, pela ideia, se me permites mudarei o nome da poesia pra "Dando corda à poesia"
tá bom?

grande bjo

Paixão disse...

Ma.chine, parece ser das minhas! hahah
boa semana para ti tbm. obrigada! beijos

tudo bem Bob, vai ficar bonito com esse nome tbm! rs

Beijos

Marí disse...

"i don't know what to do with myself"

A minha escritora querida sempre diz o que quero dizer e não sei como dizer*

Beijos, minha querida!

Paixão disse...

isso na verdade The White Stripes falou por mim, Mari .. hahaha

obrigada como sempre por vir aqui!
amo vc! beijos

disse...

Lindo teu blog Debora!!
Me permiti postar a oraçao..eh mto meu momento..teus creditos estao la..e o link tbm, espero ke não se importe!!Obrigada
parabens pelos escritos!!
Bju

Mali Melo disse...

amei, amei, amei! me identifiquei muito, haha. seguindo-te!

Paixão disse...

obrigada Cá e Mali
voltem sempre..
e obrigada de novo :) rs

bjs