quarta-feira, 12 de junho de 2013

A cura

Ele me arranca facilmente sorrisos distraídos, mas alguma coisa não confere. E quando sinto a imensidão que se abre entre os nossos corpos, mesmo quando colados, viajo para o alto onde posso nos ver de cima e constatar que não é apenas estético, apesar de sermos tão maravilhosamente bonitos. É verdade que sua voz e seus agrados me fazem bem como há muito eu não encontrava, mas não preenche. É um bem que me vem e passa. Corrosivamente. E esse bem que me toma, no final das contas, não tem me enchido nada além do saco.

- Débora Paixão.

4 comentários:

Anônimo disse...

Talvez você seja exigente demais, ou conheça esta pessoa de menos! Muito boa a escolha musical. E nada que encha pode ser bom mesmo! Devemos nos esvaziar de nossos medos, angústias, passado, frustrações...e nos preencher com esperança, felicidade e muito amor...pois sem este último, nós nada seríamos! E como dizia Lulu Santos, "para todo mal, a cura"! Paixão misteriosa, enigmática & de tantos outros atributos...tomara que um dia tudo faça sentido em sua vida! Amplie seus horizontes!! Bjs

Sonhadora disse...

Hmm

Bad girl

rs

Saudades Paixãozinha

=)

Anônimo disse...

Estava pensando...um dia já gostei de vc de vdd! E pq contar se isso n muda nada? Se houveram lágrimas derramadas por um sentimento puro, numa época q seu nome era meu mantra todo dia antes d dormir? Pelo simples motivo q algo assim é especial pois não se escolhe, acontece! Por um tempo foi a dona do meu coração msm sem saber!! Mas o tempo ensina lições e como "todo problema encerra sua própria solução", eu caí na real. Mas isso não impede d sentir um carinho por demais especial por vc...e é msm apaixonante gostar d alguém assim, sobretudo qdo sonhava com quem vc poderia ser. Infelizmente td q é bom dura pouco, mas a vida continua. Uma lembrança mto bonita para aquecer meu solsticio d inverno! Anonimo Platonico.

Paixão disse...

Saudade, Sonhadora!

Que bom que "caiu na real", A... fico feliz por você!