sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Apenas um poeminha diário.


Hoje, logo de manhã,
Enviei uma carta aos anjos
Ondas sonoras a levaram
Levemente aos céus
Pedi na carta musicada
Que um querubim descesse
E como se obedecesse
Jogou um manto lá de cima
Cantando uma canção que dizia
Que ele desceria em troca
Da minha eterna subida
Minh'alma ficou em choque
Mas por fim entendeu
Qual sentido de estar na terra
Um anjo que é Deus?

Um comentário:

neizao disse...

Paixãozinha
Você brinca com as palavras enquanto jorra poesia. Meu coração agradece imensamente a oportunidade de poder absorver a generosidade que transborda do seu, através da sua sensibilidade ímpar.