domingo, 27 de novembro de 2011

um gosto de sábado na boca...



um gosto de sábado na boca
em plena segunda-feira
a sensação de estar submersa
estando próxima a beira
coisas que não se entendem
por mais que se queira
são as coisas que te defendem
todas que me ignoram
as minhas razões se perdem
pois suas loucuras adoram
fazer o infazível fazes bem
a torto e a direito
melhor que ninguém
és meu presente imperfeito
que minha vida mantém
és meu juízo desfeito
que o meu corpo retém
és a impressão doce
do meu lado que foi salgado
antes quisera fosse
o que pudera ser largado
és minha segunda-feira
com gosto na boca de sábado...

- Débora Paixão

10 comentários:

Alê disse...

...ah memória!...

Van *-* disse...

Saudades deste cantinho lindo!!
bjs

deia.s disse...

Um dos melhores que já li aqui!
Gostei, mesmo.

http://amar-go.blogspot.com/

Leonard Almeida disse...

Uau!

Thiago Panda disse...

Lindo DÉzinha!

Marco de Moraes disse...

Linda poesia!

Agora sigo este espaço também!

Segue um post do meu blog que separei. Acesse:

http://palavrasproferidas.blogspot.com/2010/08/cinza-carmesim.html

Tenha uma ótima semana!

Akira disse...

Adorei!!!!!!

Meu blog, que vc pode gostar:

http://raulseixaseterno.blogspot.com/

vc tem talento e sensibilidade!

Paixão disse...

Obrigada, e quanto a sugestão dos blogs, verei assim que dispor de tempo!

Beijos!

disse...

Que lindo, Paixão!!!

Tão doce...

Bruno Gaspari disse...

Esse poema tá lindo demais,
versos que me tocaram fundo,
pois seu estilo me lembrou
o carinho que ainda sinto
por alguém que também
escreve o que vive.

Aplausos!

Abraço.