sábado, 5 de março de 2011

Carnaval

"velório às pressas
o corpo perece mais rápido
o cortejo funebre segue
eles cantando com pesar
a partida, a passagem
a vida, a esperança
- de um reencontro -
todos vão cantando
entre soluços e lágrimas...
mas aqui é Brasil
em época de carnaval
ninguém quer saber disso
e cantam sobre o país
enquanto desfilam na avenida
cantam a alegria inacabável
que todo mundo sempre sente
como se a vida bastasse
a morte nunca chegasse
o mundo acaba em sexo
beijos, festas, danças
pulos e pura alegria
no final do baile
as máscaras ficam na rua
com seus sorrisos largos
largados, sozinhos..."

(Débora Paixão)

5 comentários:

Branna disse...

Ahhh, eu q t lembrei desse texto! hauhauha

Poeta Renato Douglas disse...

Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto-falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
Um grande abraço!

Renato Douglas!

Ph disse...

ótimo, ótimo!
carnaval é assim mesmo...
beijos!

Geraldo de Barros disse...

muito bom, Dé

beijos,

G.

Paixão disse...

obrigada queridos!
beijos